Rádio Onda Viva

Emissão Online

Elisa Ferraz recusa encerramento da maternidade

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A presidente da Câmara de Vila do Conde considera assustadora a possibilidade de ocorrer o encerramento da maternidade do Hospital da Póvoa e o consequente encaminhamento das grávidas locais para o hospital Pedro Hispano, em Matosinhos. Elisa Ferraz diz que a perda do bloco de partos seria um autêntico drama para os dois concelhos. Como já lhe demos conta, o deputado do PCP, Jorge Machado, num contacto com o hospital de Matosinhos, ficou com a convicção de que está a ser preparado esse encerramento. Ora, Elisa Ferraz admite que as forças vivas dois concelhos terão de dar as mãos para segurar o atual serviço de partos.

Entretanto, a autarca foi informada pela diretora do Agrupamento dos Centros de Saúde da Póvoa de Varzim/Vila do Conde, Judite Neves, de que a Unidade de Cuidados Continuados que está instalada na freguesia de Vairão vai passar a funcionar na cidade já a partir de 1 de Janeiro, mais propriamente nas instalações onde em tempos funcionou o Serviço de Urgência, mas, por outro lado, a chamada consulta aberta deverá passar a ser realizada somente nos domicílios, o que levanta alguma preocupação pela redução da oferta. 

As declarações podem ser ouvidas clicando na edição local da tarde.

Comentar

A Rádio Onda Viva apela aos leitores para que utilizem este espaço para um debate sério e construtivo, dispensando-se, para o bem de todos, o insulto e a injúria gratuitos. Desaconselha-se o uso exclusivo de maiúsculas e a repetição de comentários. Comentários inadequados devem ser denunciados e quando tiverem mais de cinco denúncias serão eliminados. O IP do leitor não será revelado mas ficará registado na base de dados.


Código de segurança
Atualizar

Login